O Prêmio Memorial Digital - Instituto Brasiliana / PETROBRÁS 2013 e o Acervo Digital Fotográfico FPMSC

O Acervo Digital Fotográfico FPMSC é a conclusão de um projeto que no Prêmio  Prêmio Memória Digital 2013, do Instituto Brasiliana/Petrobrás. A Fundação Pró-Memória de São Carlos concorreu com outras 19 instituições públicas e privadas de todo o país, cujas 10 instituições selecionadas receberam treinamento e equipamentos para a montagem de um laboratório de digitalização, de acordo com os princípios da Carta do Recife.

O prêmio em equipamentos para digitalização, permitiu a preservação e o mapeamento de coleções fotográficas das imagens consideradas históricas de São Carlos, revelar digitalmente 30.000 negativos de 35mm e elencar fotógrafos reconhecidos por pesquisadores e instituições, como Filemón Pérez dos Almanachs de Araraquara ou Hugo Graeser, que foi fotógrafo do IPHAN, por exemplo. A digitalização permitiu, até agora, o processamento de 40.000 imagens que estão catalogadas e disponibilizadas on-line. O projeto teve 2 anos e meio de vigência, entre 2015 a 2017, e é norte de sua manutenção o aprimoramento de seu espaço virtual de disponibilização e acesso das imagens da instituição.

As fotografias históricas da FPMSC e seus principais fundos e coleções

As fotografias sob guarda da Fundação Pró-Memória de São Carlos são provenientes de coleções adquiridas de fotógrafos, de fundos pessoais, de fundos da administração municipal ou de imagens avulsas, sendo a coleção do fotógrafo conhecido como “Alemão” a maior delas. O tratamento das fotografias no arquivo busca a preservação e o mapeamento dos assuntos que retratam a história de São Carlos e os fotógrafos que atuaram na cidade.

Dos acervos pessoais, destacam-se os conjuntos fotográficos como os álbuns encontrados no fundo Álvaro Guião, o fundo Milton Olaio Filho e as fotografias encontradas no fundo Octávio Carlos Damiano.

Álvaro Guião, que foi Secretário do Estado de São Paulo e fundador de várias escolas normais no Estado, da Faculdade de Educação Física e do Hospital das Clínicas (SP). Pelo importante envolvimento de Álvaro Guião na política brasileira como Secretário da Saúde e Educação no Estado de São Paulo entre a década de 30 e 40, nos álbuns encontram-se fotos de Getúlio Vargas e Interventor do Estado Adhemar de Barros.

No fundo Milton Olaio Filho, cujo titular foi campeão brasileiro de basquete e jogou nas Seleções Paulista e Brasileira de Basquete e Federação Universitária Paulista de Esportes, há fotografias dos anos dourados do basquete no São Carlos Clube, o campeonato universitário em 1967 no Japão, na Seleção Brasileira de Basquete nos anos de1970 e fotos de família.

O fundo pessoal de Octávio Carlos Damiano, jornalista da Assessoria de Imprensa da Câmara de São Carlos que desenvolveu um trabalho intenso como cronista da cidade, lançando livros e revista de crônicas sobre São Carlos e sua história, traz um conjunto de imagens da construção da Escola de Engenharia de São Carlos (USP) e a comemoração do Centenário de São Carlos em 1957, por exemplo. Octávio Carlos Damiano foi amigo do fotógrafo Porceno Marino, e juntos lançaram “1857 – 4 de novembro – a 1957 - São Carlos de Ontem e de Hoje”, onde Octávio Carlos Damiano foi responsável pelas legendas das fotografias feitas por Porceno Marino, dos mesmos locais de São Carlos fotografados por Filemón Pérez, mas cem anos depois.

Equipe de trabalho no projeto

Coordenação do projeto e banco de imagens - Documentalista Aline Ulrich

Execução do projeto - Aline Ulrich e bolsistas: Bruno C. Silva, Rita Sousa, Maria Júlia Ninelli, Larissa Borgheti e Peterson da Silva.